Tish’a BeAv – O Decreto de Expulsão de Espanha (Edicto de la Alhambra)

Expulsão

In: http://www.pt.chabad.org/library/article_cdo/aid/1245156/jewish/A-Expulso-da-Espanha.htm

É uma tradição antiga que após a destruição do Primeiro Templo Sagrado alguns dos exilados migraram para a Espanha e ali estabeleceram uma comunidade judaica. Continue a ler (Continue reading)→

Tish’a BeAv – A Destruição do Segundo Templo Sagrado

2 Templo

In: http://www.pt.chabad.org/library/article_cdo/aid/1243579/jewish/A-Destruio-do-Segundo-Templo-Sagrado.htm

Quatrocentos e noventa anos após a destruição do Primeiro Templo Sagrado, foi destruído o Segundo Templo Sagrado – novamente em Tish’á Beav. Na época da destruição, entretanto, a grande cidade de Betar ainda existia, e permaneceu livre. Cinqüenta e dois anos depois – novamente em Tish’á Beav – Betar caiu ao inimigo, que assassinou a população da cidade, derramando tanto sangue que seus cavalos foram cobertos até as narinas. Continue a ler (Continue reading)→

Tish’a BeAv – A Queda de Betar

Betar

In: http://www.pt.chabad.org/library/article_cdo/aid/1245151/jewish/A-Queda-de-Betar.htm

Introdução

Quando os judeus rebelaram-se contra o governo romano, acreditavam que seu líder, Shimon bar Kochba (Koziva), cumpriria suas ânsias messiânicas. Mas suas esperanças foram cruelmente destruídas em Tish’á Beav de 135 EC, quando os rebeldes judeus foram brutalmente esquartejados na batalha final em Betar. Aqui está a história completa: Continue a ler (Continue reading)→

Manifesto pela libertação imediata de Gilad Sha’er, Naftali Frenkel e Eyal Yifrah

sem nome

Gilad Sha’er, Naftali Frenkel e Eyal Yifrah. O automóvel que foi encontrado em chamas

A Associação de Amizade Portugal-Israel vem protestar veementemente contra o acto infame de sequestro de adolescentes israelitas cometido na noite da passada Quinta-feira na Cisjordânia pelo Hamas. O sequestro, por si só é um acto de covardia,a todos os níveis inqualificável. É a atitude de prepotência de quem só conhece o argumento da força e desconhece o sentido das palavras  liberdade, justiça, fraternidade humanidade civismo, honestidade, hombridade, rectidão, democracia, e de muitas outras que definem o Homem.

Continue a ler (Continue reading)→

Covarde atentado anti-semita em Bruxelas

A Associação de Amizade Portugal-Israel, lamenta profundamente o covarde assassinato anti-semita que ocorreu esta tarde no Museu Judaico de Bruxelas que causou três mortes e um ferido e envia as suas condolências às famílias enlutadas, assim como à Comunidade Judia Belga e solidariza-se com a sua dor, tomando-a como nossa…

Este atentado comprova o crescimento do anti-semitismo na Europa.

A Comunidade Europeia e os estados qua a constituem não pode ficar impávida perante factos que como este resultam de uma permissividade irresponsável que acaba por desencadear o ódio racial e anti-semita. Este brutal atentado tem as suas raizes numa política de aparente ignorância, por parte dos governos europeus, e até de desresponsabilização de movimentos anti-semitas como os que no século XX deram azo a duas guerras mundiais e tentam, neste século XXI, refazer a sua força e poder.

Os movimentos neo-nazis manifestam-se impunemente na Europa e, certamente se os governos não actuarem rapida, coerente e fortemente, permitirão o renascimento não só do anti-semitismo, da xenofobia e do racismo mas, dentro de pouco tempo, porão em causa a própria democracia.

Não esquecemos todas as perseguições sofridas ao longo  dos tempos e muito menos poderemos esquecer a inquisição e o nazismo. Bater-nos-emos sempre para que não renasçam. Para tal convidamos todos os democratas portugueses que se unam a nós nesta luta pela liberdade e pela elevação do Homem.

É necessário que o Governo de Portugal em conjunção com todos os demais governos da Comunidade Europeia se debrucem urgentemente sobre estes problemas e desencadeem imediatamente acções que lhes ponham cobro, caso contrário, a própria democracia soçobrará.

O Presidente da Direcção

António José Aguiló y Fuster Caria Mendes