Rabi Eli Rosenfeld – Parashá “Vayeshev” – “Chanukah” – Chabad Portugal

Vayeishev – Chanuka

Lâmpada e Luz

Chanucá celebra o milagre do óleo e a victoria da luz sobre as trevas.

Em Tehilim, há um belo verso descrevendo o efeito que a Torá tem sobre nós, usando a analogia da luz. “As suas palavras são uma lâmpada para o meu pé e a luz para o meu caminho.” (Tehilim 119: 105)

Enquanto que as palavras sejam elas mesmas muito bonitas, qual é a mensagem que pretendem transmitir?

Rabi Yosef Chayon, Rabino de Lisboa no século XV, explica este versículo de maneira muito inspiradora.

O caminho mencionado é a viagem pela vida. Ao caminhar ao longo da vida devemos sempre ter cuidado para não tropeçar. No entanto, uma lâmpada só ilumina a vizinhança imediata, para iluminar completamente todo o caminho é preciso uma luz adicional.

Diz o Rabino Chayon, esta é a garantia que estamos recebendo. A Torá e as Mitzvot que fazemos ajudam-nos em todo o percurso da vida. Ao fazer uma Mitsvá, estamos imediatamente seguros de que isso nos ajudará a permanecer na posição vertical iluminando o chão que pisamos. No entanto, iluminar a nossa localização imediata é apenas o começo. À medida que o versículo prossegue, alcançamos a luz e o brilho iluminando todo o “caminho”, mesmo a longas distâncias longas. Segurando firmemente a nossa lâmpada da Torah e das Mitzvot, o nosso percurso na sua totalidade é transformado da escuridão à luz.

Nesta veia, o Rebe ensinou-nos, a sempre aumentar uma Mitsvá com outra Mitsvá, outra luz. Especialmente durante Chanucá, estamos todos focados em trazer o calor e a luz do Judaísmo para o mundo inteiro. Temos a certeza de que coletivamente podemos fazer o mundo brilhar com luz e beleza da Torá e Mitzvot.

Junte-se a nós e vamos todos juntos “iluminar” Lisboa e Cascais esta semana com as Velas de Chanucá. Ver detalhes.

Shabbat Shalom e Chanucá Sameach!

Rabino Eli Rosenfeld
chabadportugal.com

A história do Judaísmo em Portugal é uma fina tapeçaria rica em desafios e sucessos ao longo de tempos imemoriais. As terras portuguesas produziram e acolheram alguns dos nossos maiores Rabinos e líderes. Desde o estadista, líder, e sábio, Rabino Dom Yitzchak Abarbanel até ao autor do Shulchan Aruch, o Rabino Yosef Karo no século dezasseis até mais recentemente ao tempo que passou em Lisboa em 1941 o Grande Rabino de Lubavitch, o solo Portugal foi testemunha de importantes contribuições para o reforço das comunidades Judaicas e da sua compreensão e aderência à Torah.

É em reconhecimento da natureza imorredoira destas contribuições e em honra de todos os Judeus que ao longo de tempos de glória e deescuridão residiram em Portugal, que estes comentários da autoria dos grandes Rabinos de Portugal vos são aqui apresentados – aqui em Portugal.

Um agradecimento especial ao Rabino Shlomo Pereira pela tradução deste texto para português.