Cascais juntou comunidade judaica para celebrar o Chanukah – Menorah

In: http://www.cascais.pt/noticia/cascais-juntou-comunidade-judaica-para-celebrar-o-chanukah-menorah

A comunidade judaica juntou-se esta quarta-feira, 28 de dezembro, em Cascais para celebrar o Chanukah – Menorah.

“Cascais é o local perfeito para celebrar a luz” porque é “multicultural”, salienta o rabino Eli Rosenfeld, líder da Chabad Portugal, organização e movimento que promove o pensamento judaico pelo mundo.
A cerimónia começou à hora marcada (18h00). Pouco depois das 17h30 já a tenda, montada junto à baía, estava composta com centenas de convidados e de público em geral.

“Cascais tem na sua identidade, na sua história e na sua tradição ser um local de grande tolerância e abertura a outros povos, outras culturas e outras religiões, que aqui encontraram sempre um local de liberdade, em que podemos confraternizar e viver em conjunto”, refere o presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, que recebeu do rabino Eli Rosenfeld uma Menorah de cristal (na foto) como forma de agradecimento da realização do Chanukah em Cascais, pelo quarto ano consecutivo.

Esta festividade das luzes “é uma festa de liberdade e esperança que se realiza em Cascais”, realçou a embaixadora de Israel em Portugal, Tzipora Rimon, que veio a Cascais celebrar o Chanukah.

Em todas celebrações do Chanukah realiza-se uma homenagem a uma pessoa importante para a comunidade judaica. Este ano, a homenageada, a título póstumo, foi Patricia Westheimer, principal impulsionadora da realização desta festividade em Cascais.

“As velas fazem as pessoas sorrir e isso é a Patricia. Luz, felicidade e alegria: é a perfeita combinação para nos lembrarmos da Patricia”, refere o rabino Eli Rosenfeld.

Até 1 de janeiro, a Menorah (cantelabro de oito braços) estará num espaço público aberto a toda a comunidade, na baía. Todos os dias, ao final da tarde, é acesa uma vela. Esta quarta-feira foi acesa a quinta vela.

Cascais junta-se, assim,  a grandes capitais internacionais como Londres, Paris, Moscovo ou Nova Iorque que, por esta altura, celebram o Chanukah