Mensagem de condolências da Associação de Amizade Portugal-Israel pelo falecimento do Doutor Mário Soares, ex-Presidente da República

(foto: PÚBLICO)

A AAPI – Associação de Amizade Portugal-Israel está profundamente chocada com o falecimento do ex-Presidente da República, Doutor Mário Alberto Nobre Lopes Soares, notável amigo de Israel, pelo que apresenta à família enlutada os nossos mais sinceros e profundos pêsames.

Neste momento de grande amargura, a Associação de Amizade Portugal-Israel não pode deixar de relembrar a relação de Mário Soares com as comunidades judaicas portuguesas bem como o estabelecimento de relações diplomáticas entre Portugal e Israel em 12 de Maio de 1977 quando, como Primeiro Ministro de Portugal considerou acto prioritário do Governo o estabelecimento dessas relações.

Lembramos também, a condecoração póstuma da Ordem da Liberdade com que Mário Soares agraciou, em 1987, o Cônsul Aristides de Sousa Mendes.

No entanto, o seu acto da mais nobre justiça que nenhum judeu ou cristão-novo esquecerá foi o pedido de perdão que dirigiu à comunidade judaica, como Presidente da República Portuguesa, pela perseguição que a ignóbil Inquisição lhes moveu, tentando a destruição absoluta da sua cultura e religião.

Simbolicamente, o discurso foi proferido em Março de 1989 na Sinagoga de Castelo de Vide perante membros das comunidades judaicas portuguesas, nomeadamente da CIL, Comunidade Israelita de Lisboa.

Lembramos ainda a aproximação da Comunidade Israelita de Lisboa que Mário Soares desencadeou com diversas visitas efectuadas à Sinagoga Shaarei Tikvá.

Por fim, tão pouco nos esquecemos das diversas ocasiões em que Mário Soares visitou Israel, promovendo uma aproximação efectiva entre os dois governos e os dois povos.

Por todas estas razões, Mário Soares ficará na nossa memória e no nosso coração como um lutador incansável e um amigo de Israel.

O PresidenteAntónio José Aguiló y Fuster Caria Mendes