Sala Isabel Levy: Unidade de Cuidados Paliativos de Poverello inaugura sala pioneira no país

In: http://bragatv.pt/init/default/artigo/4164

Imagem 007

 

A Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos (APCP) inaugurou este domingo, dia 21 de Junho, a Sala Isabel Levy, na Unidade de Cuidados Paliativos de Poverello, no Montariol. Esta sala tem como objetivo disponibilizar aos familiares de utentes paliativos, todo o apoio psicológico e logístico durante o período de internamento.

O Professor Manuel Luís Capela, Presidente da Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos, referiu que o surgimento desta sala era já um desejo de Isabel Levy, que foi homenageada, para apoiar a família numa ambiente acolhedor e confortável. “Aproveitámos esta sala que já existia numa sala de apoio à família, homenageando, assim, Isabel Levy que tem sido uma pessoa de benemérito de muitas bolsas de formação e de investigação em cuidados paliativos. De certa forma, é cumprir um desejo de Isabel que faz hoje 10 anos que faleceu e de tornar esta sala como um sala como ela desejasse que fosse à semelhança de outras que ela viu noutras parte do mundo, nomeadamente em Israel. Uma sala onde a família pudesse ser família. Onde a família pudesse estar e onde pudesse fazer aqui celebrações, onde pudessem estar fora do ambiente de quarto e pudessem estar como estariam possivelmente em sua casa. Tentamos nós associação, junto com parceiros que nos apoiaram, agregar as condições necessárias para que pudéssemos ter aqui esse aspeto, como a questão da cozinha, do conforto, poderem contactar com outras pessoas através do computador, ouvir música, descansar ou ver televisão, transpondo o seu ambiente familiar de casa para aqui dentro daquilo que é possível neste momento.”, salientou o Manuel Luís Capela.

Frei Hermínio Araújo, membro dos Corpos gerentes da Associação e responsável pelo acompanhamento espiritual e religioso, sublinhou que o apoio prestado aos utentes e à família é importante, uma vez que a família faz parte da vida dos utentes. Segundo o Frei, esta sala irá permitir uma maior relação, onde as pessoas poderão usufruir de todo um apoio, desde apoio pessoal e espiritual. “O apoio que prestamos é fazer com que haja uma relação entre famílias e utentes para valorizar esses laços que são tão importantes nesta etapa da vida. Fazemos com que vivam o máximo possível tudo o que há para viver até ao fim. O apoio espiritual baseia-se essencialmente na relação que vamos proporcionando no encontro e reencontro onde às vezes são para fazerem as pazes e reconciliarem-se. Mesmo quem não tenham religião, o apoio espiritual é para todos. Esta sala permite esse encontro e relação, pois o espaço do quarto é o espaço da intimidade mas depois achamos por bem criar um espaço como este para ser um espaço diferente para haver uma integração maior com outros doentes e com outras famílias para normalizar este tempo e vivência aqui. Quisemos criar este espaço para servir até de incentivo e modelo para outros espaços também, pois um dos pilares dos cuidados paliativos passa pelo apoio à família e é esse apoio que nós queremos dar.”, concluiu.

A inauguração marcou os dez anos de falecimento de Isabel Levy, cidadã que dedicou toda a sua vida ao próximo e que deu origem ao projeto de Bolsas de Formação e Investigação em Cuidados Paliativos em Portugal. Na cerimónia estiveram presentes Samuel Levy, marido de Isabel Levy e o Padre Vítor Melícias.